<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=827968140662494&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Você está em: Home / Blog / Seu título de publicação de blog aqui...

Blog da FGR

Por Katiuska Prado em 14 de Setembro de 2017

Dicas para harmonizar vinhos com diferentes tipos de pratos Parte 2: Harmonizando vinhos com massas

FGR_blog_banner_140917.jpg

Vinho e massa. Não há combinação mais clássica que essa, já dizia os italianos, país em que as massas dominam o paladar e o vinho é a bebida mais degustada. Mas, independente do local, ninguém resiste a uma boa taça de vinho e uma massa caprichada.

A harmonização de vinhos é praticamente uma arte, mas não se engane achando que é uma tarefa muito difícil, basta um pouco de prática que logo a harmonização se torna quase corriqueira. Já falamos aqui sobre a harmonização de vinhos com carnes e se você é um apaixonado por massas, confira as dicas para harmonizar vinhos com essa delícia.

Leia também:

Dicas para harmonizar vinhos com carnes

A vida em um Jardins: entretenimento e praticidade para toda a família

Como fazer uma festa infantil em seu jardins

 *Dica geral: Embora há quem diga que não precisa de uma harmonização exata para esse tipo de prato, a experiência ficará mais prazerosa e deliciosa se dois princípios básicos forem seguidos: massas com molhos à base de carne ou tomate devem ser acompanhados de vinhos tintos e aqueles elaborados com queijos ou frutos do mar o indicado é serví-los com vinhos brancos.

  • Massas com molho de tomate

 Geralmente, os molhos mais usados para massas são os à base de tomate. Devido a acidez presente no tomate, os vinhos para acompanhar mais indicados são os tintos como os da região Chianti.

Há ainda as indicações dos tintos feitos com a uva Merlot ou rosés mais encorpados, como os argentinos ou brasileiros.

Captura de Tela 2017-09-14 às 11.04.08 AM.png

 

  • Massas com molho à bolonhesa

 Quem resiste a uma boa macarronada com molho à bolonhesa? Difícil dizer não! O molho feito à base de carne moída combina perfeitamente com massa tipo fettuccine ou tagliatelle. Para aumentar o sabor do prato, prefira um tinto com a variedade Cabernet Sauvignon, que são ácidos e encorpados o suficiente.

Captura de Tela 2017-09-14 às 11.05.48 AM.png

 

  • Massas com molho cremosos ou de queijos

As massas com molhos cremosos ou de queijos pedem um vinho branco, que pode ser da uva Chardonnay. Mas, para quem não abre mão dos tintos, a dica é apostar nos mais delicados como Pinot Noir ou o francês Beaujolais.

Captura de Tela 2017-09-14 às 11.06.43 AM.png

 

  • Massas com frutos do mar

Outra iguaria que pede vinho branco ou rosés para acompanhar é massa com frutos do mar. O segredo é evitar vinhos pesados e complexos.

Captura de Tela 2017-09-14 às 11.07.35 AM.png

 

E se mesmo com as dicas acima você continuar com dúvidas, é só conferir o guia rápido de harmonização:

A escolha do vinho vai sempre depender do tipo de molho que acompanha a massa.

  • Molho de tomate – tintos leves e com boa acidez. Exemplo: (Chianti, Merlot) e rosés em geral.

  • Molho com carne – tintos mais encorpados. Exemplo: Cabernet Sauvignon
  • Molho de queijo - brancos mais encorpados como o Chardonnay ou tintos delicados como Pinot Noir e Beaujolais.

  • Molho com frutos do mar – brancos e rosés em geral
  • Al Pesto – brancos leves e frescos. Exemplo: (Sauvignon Blanc, Torrontés).

 Agora ficou mais fácil para harmonizar suas massas preferidas com vinhos adequados e saborosos. Já pode combinar aquele jantar romântico ou fazer uma macarronada para os amigos e família.

banner sidebar jardins barcelona

Receba as Novidades por Email